Destiny’s Child

Destiny’s Child foi um grupo feminino estadunidense de R&B. Originalmente um duo e posteriormente um quarteto, mas teve seu auge enquanto era um trio. Possuem vendas recordes de 50 milhões de álbuns e singles. Em 12 de junho de 2005 anunciaram durante a turnê em Barcelona que não apresentariam-se mais junto, partindo para carreiras solo, teatro, televisão e cinema.

Biografia

As cantoras Beyoncé Knowles e LaTavia Roberson, com apenas nove anos de idade, conheceram-se enquanto faziam testes na cidade de Houston, no Texas, em 1990, tornaram-se amigas e Mathew Knowles, o pai de Beyoncé, tornou-se o empresário das meninas. Dois anos depois, quando estava prestes a participar do programa “Stars Search”, a dupla chamou Kelly Rowland para entrar no grupo. Pouco tempo depois fechavam a formação com a entrada de LeToya Luckett, em 1993. O nome do grupo foi inspirado em um capítulo do livro bíblico do Isaías.

O Primeiro Álbum

O quarteto batalhou apresentações onde pôde, chegaram a abrir shows de grupos como o SWV, Dru Hill e Immature. Foram longos cinco anos até que uma gravadora se interessasse em levá-las para o estúdio. A Columbia lançou o primeiro single em 1997, “Killing Time”, que entrou na trilha sonora do filme “Men in Black”. No ano seguinte, foi a vez do álbum de estréia, “Destiny’s Child”, com produção de Wyclef Jean e Jermaine Dupri. A música de trabalho foi “No No No”, que chegou ao topo das paradas de R&B e fez com que o disco vendesse um milhão de cópias. O sucesso dos singles seguintes, “With Me (Part I) ” e “With Me (Part II)”, duplicaram a venda do álbum de estréia.

Survivor

O Destiny’s Child começou a trabalhar em um novo disco, “Survivor”, lançado em 2001. O disco foi o número um da Billboard no começo do ano. Algumas músicas chegaram ao topo das paradas musicais, mas a vendagem ficou por volta de seis milhões de cópias nos Estados Unidos, abaixo do anterior. No final do ano, elas lançaram um álbum especial de Natal, “8 Days of Christmas”.

Carreiras solo

Depois do álbum de Natal, elas anunciaram que iriam se dedicar a carreira solo. Michelle Williams lançou o disco solo, “Heart to Yours” e em 2004, com o grande sucesso do anterior, lançou seu segundo álbum Gospel “Do You Know”. Kelly Rowland lançou “Simply Deep” que teve como sucesso “Dilemma”, que contava com a participação do rapper Nelly, além de “Stole”, “Can’t Nobody” e “Train on a Track”. Mas quem tornou-se um fenômeno foi Beyoncé. Ela estreou no cinema ao lado de Mike Myers em “O Homem do Membro de Ouro” e começou assinar somente como Beyoncé. O disco solo da cantora, “Dangerously In Love”, lançado em 2003, foi um grande sucesso, graças a ajuda de seu pai, Mathew Knowles que era empresário do grupo e das garotas e sempre dava a preferência para Beyoncé.

Fonte: Wikipedia
Site oficial: Destiny’s Child